Câmara aprova proibição de uso de celulares em sala de aula de escolas municipais em Pouso Alegre

Câmara aprova proibição de uso de celulares em sala de aula de escolas municipais em Pouso Alegre

Curtir
67
0
quinta-feira, 17 agosto 2017
Notícias

Câmara dos Vereadores aprovou em segunda e última votação na noite desta terça-feira (1) o projeto de Lei que proíbe o uso de celulares durante a aula dentro das escolas públicas municipais em Pouso Alegre. O texto de autoria do Vereador Wilson Lopes (PV) foi aprovado por 13 votos e agora irá para sanção do prefeito.

Além de celulares, o projeto proíbe o uso de games, Ipod, mp3, equipamento eletrônico e/ou similar. O projeto prevê a fixação de cartazes informando a proibição, e até um termo a ser assinado pelos responsáveis do estudante durante a matrícula. O projeto não prevê punição ao aluno que desobedecer a lei.

Para possibilitar o uso pedagógico da tecnologia, os vereadores ainda aprovaram uma emenda de autoria do Vereador Bruno Dias (PR) que permite à Diretores e Professores autorizar o uso dos equipamentos em sala de aula.

A vereadora Mariléia (PSDB), alerta que a lei só poderá ter eficácia com a mudança no regimento interno das escolas pela secretaria de Educação: “A secretaria de Educação terá que mudar o regimento interno para que dê respaldo as diretoras. Se não tiver no regimento, não irá valer nada. Teremos que ficar atento para que a Secretaria de Educação consiga nesse final de ano ainda mudar o regimento das escolas municipais”.

Recolhimento de celular quase terminou em tragédia

Com a aprovação da lei, educadores ganham ainda mais respaldo para proibir e recolher aparelhos que estejam sendo utilizados em sala de aula. Em maio um caso de recolhimento quase acabou em tragédia em Pouso Alegre. Um aluno de uma escola municipal ficou revoltado após ter o celular recolhido e tentou matar o professor e a diretora com uma faca de cozinha. A diretora ficou ferida e o jovem foi levado para um centro socioeducativo.

Proibição vai melhorar rendimento dos alunos

Para a psicóloga e especialista em educação, Zilá Costa, aparelhos eletrônicos podem ser usados como ferramenta pedagógica. Porém, a especialista enfatiza que jovens tem ultrapassado os limites e a proibição vai ajudar na absorção do ensino:

“Estamos lidando com alunos que já nasceram em meio a tecnologia digital e que se alternam entre o mundo real e virtual. O celular pode ser usado como ferramenta pedagógica no processo ensino-aprendizagem, mas o que temos visto é alunos fazendo o uso de forma negativa, ultrapassando todos os limites, acessando a internet principalmente para navegar em redes sociais e jogar jogos. Esse problema tem afetado a aprendizagem dos alunos, refletindo no seu rendimento escolar. A concentração fica prejudicada, e o aluno consequentemente não absorve o que está sendo ensinado”, avalia a psicóloga.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.